O Rio Branco

Hoje é 20 de Janeiro de 2016

Acre

Capixaba: A cidade "maquiada"

18 de Maio de 2015 às 09:06:43

Da Redação

Cansados com o visível abandono e a precariedade em vários setores de Capixaba, município localizado a 83 Km da capital acreana Rio Branco, um grupo de moradores composto por funcionários públicos, produtores rurais, vereadores e empresário relataram as dificuldades e os problemas de gestão enfrentados pelo município nos últimos anos.

As reclamações abrangem vários setores, afetando principalmente a produção da zona rural, que é uma das principais fontes de movimentação financeira da região, como também outros campos do perímetro urbano da cidade que possui pouco mais de 8 mil habitantes.

Os maiores questionamentos então relacionados à falta de estrutura nos ramais à saúde pública, educação e pavimentação das ruas do município que há vários meses vem piorando por conta da falta de reparos.  

Acúmulo de lixo

A coleta de lixo também é outro ponto delicado. Os moradores alegam que só é realizada a coleta na principal rua do município em quanto as demais estão tomadas por sacolas plásticas e entulhos. Nossa equipe flagrou lixo hospitalar a céu aberto em uma das mais movimentadas ruas do município.

“Há muito tempo estamos convivendo com toda essa sujeira. A população não entende a atitude do prefeito, que só se preocupa com a limpeza da principal rua do município. Coisa pra enganar turista, que passa pela nossa cidade sentido Brasiléia/Bolívia. Precisamos acabar com toda essa maquiagem e levar a sério a nossa comunidade”, desabafou a senhora, Maria da Conceição.

O acúmulo de lixo nas ruas paralelas do município é preocupante e a qualquer momento pode se tornar um caso de saúde pública. A presença de ratos e outros animais peçonhentos são comuns, por conta da falta de coleta rotineira dos lixos doméstico e entulhos.

A situação é critica e algumas vezes a população precisa queimar o lixo, para evitar o acúmulo de moscas e animais peçonhentos. Até o lixo das proximidades da prefeitura fica exposto, o que comprova o nível avançado do problema.

Problema de gestão?

A falta de medicamentos, incentivos financeiros para os produtores rurais e a centralização de poderes por parte da gestão municipal também foram relatadas pelos entrevistados.

O vereador e atual presidente da Câmara Municipal, Charles Oliveira (PSB), detalhou os principais problemas da população de Capixaba.

“O nosso município é muito pequeno para enfrentar todos esses problemas. 70% de Capixaba são compostos pela zona Rural e um dos nossos maiores problemas que vêm afetando diretamente a economia do município é a falta de estrutura nos ramais, atualmente 20% encontrasse trafegável e os outros 80% são totalmente intrafegáveis”, explicou.

Charles Oliveira acrescentou que além da produção rural, a falta de pavimentação nos ramais do município esta afetando o ano letivo de vários alunos que não conseguem chegar até a escola por conta da intrafegabilidade dos ramais.

“Precisamos atentar para esses problemas que vem ganhando força e prejudicando outros setores como a educação. Infelizmente vários alunos estão sem conseguir estudar regulamente por conta da dificuldade de locomoção nos ramais. Todos sabemos que a falta de gestão por conta do município vem agravando esse problema”, relatou.

A população alega que existe falta de iniciativa por parte do prefeito, Otávio Varêda (PCdoB), que dispõe de maquinários novos e específicos para o trabalho de reparo nos ramais, mas se recusa a contribuir com as melhorias.

Por conta da falta de trafegabilidade a economia do município sofre e vem pagando um preço alto pelo descaso. Em gestões passadas os moradores afirma que existem mais de 10 feiras livres que eram produzidas pelos produtores e hoje a realidade é totalmente diferente.

“Atualmente o município de Capixaba não possui uma única feira livre, fator que comprova o abando generalizado do setor de produção rural do município. Em anos anteriores chegamos a desfrutar de mais de 10 feiras que aconteciam diariamente. Sem dúvidas, isso vem enfraquecendo a economia do nosso município e se a gestão municipal não correr atrás do prejuízo a situação vai piorar mais ainda”, comentou o servidor público, José Célio.

Recursos e ações

Ao término da reportagem, o vereador Charles Oliveira (PSB) falou ainda sobre a falta de iniciativa por conta da gestão municipal, no intuito de captar recursos financeiros de auxílio voltados para a reestruturação do município.

“Não podemos continuar nessa situação vivendo dentro de um buraco sem fim. As nossas ruas são vergonhosas e os nossos ramais não existem. A prefeitura precisa gerar novas estratégias com o propósito de captar recursos e mudar a página da nossa situação. Sabemos que em outras gestões existiam vários problemas, mas o tempo está passando e a população de Capixaba sofre com toda essa situação”, finalizou.

Sobre o município

Capixaba é um município brasileiro localizado no interior do Estado do Acre, especificamente no sudeste deste. Sua população é de 8 810 habitantes e sua área de 1713,412 km² (5,4 hab./km²).

Limita ao norte e a nordeste com o município de Rio Branco, ao sul com a Bolívia, a leste com o município de Plácido de Castro e a Bolívia e a oeste com o município de Xapuri.

Nossa equipe buscou contato com o prefeito Otavio Varêda, através do telefone da prefeitura (68) 3234-1137, mas, até o fechamento desta edição, o diálogo não foi estabelecido.

 Fotos: Francisco Chagas




Compartilhar