O Rio Branco

Hoje é 23 de Fevereiro de 2016

Acre

Feijó recebe investimento de mais de R$ 570 mil na produção familiar

22 de Julho de 2016 às 09:02:12

O secretário de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), Lourival Marques,  esteve na manhã desta quinta-feira, 21, em Feijó para o lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Os agricultores realizaram a primeira entrega de produtos. São 111 famílias beneficiadas com a compra da produção distribuída a 28 entidades, como escolas e hospitais.

No total, o programa do governo federal, coordenado pelo Estado, vai investir em Feijó R$ 277,5 mil até o fim do ano.

A quadra de uma das principais escolas da cidade ficou lotada de produtores familiares, representantes das entidades beneficiadas e de oito toneladas de produtos distribuídos.

Além de frutas, verduras, farinha, goma e outros produtos, em Feijó não poderia faltar o tradicional açaí. Júlia Graciela de Souza fornece o açaí industrializado, já pronto para consumo. “Este programa é muito importante, pois, além de ajudar a alimentar as pessoas, gera renda para quem é produtor rural”, afirma.

Quem também comemorou a oportunidade de fazer a primeira entrega foi o agricultor Luís da Silva, morador do Ramal Novo Berlim. “Depois que começou o PAA, nosso produto passou a ter valor, e a gente consegue uma renda suficiente para sustentar a família”, diz.

Felicidade também de quem vai reforçar a alimentação de 1,2 mil alunos. É o caso da diretora da Escola Nânzio Magalhães, Jeane Carvalho. “São estudantes que, muitas vezes, chegam à escola sem uma alimentação satisfatória. Esses alimentos beneficiam os alunos, sem falar na qualidade, já que são todos produtos livres da presença de agrotóxicos”, afirma.

Mais de 300 produtores recebem pagamento de bônus da certificação ambiental

Lourival Marques destacou que o PAA e a certificação incentivam o homem do campo a produzir sem usar o fogo e sem desmatar novas áreas (Foto: Leônidas Badaró)

Lourival Marques destacou que o PAA e a certificação incentivam o homem do campo a produzir sem usar o fogo e sem desmatar novas áreas (Foto: Leônidas Badaró)

Além da entrega do PAA, 317 produtores de Feijó receberam cerca de R$ 300 mil de pagamento de bônus da certificação ambiental,  que, por meio de recursos do Fundo Amazônia, incentiva a produção rural sem o uso do fogo e do desmate. Um deles foi o agricultor Francisco Menezes, do Projeto de Assentamento Berlim Recreio, que recebeu um bônus de mil reais. “Estou há mais de um ano sem usar fogo na minha propriedade. Aprendi que é possível produzir sem precisar queimar.”

Lourival Marques destacou a união entre o incentivo à produção e o respeito ao meio ambiente. “É de fundamental importância que os produtores mantenham o compromisso de não usar o fogo. Por isso, apresentamos alternativas de produção sustentável. O PAA complementa porque tira o atravessador, valoriza o trabalho rural e alimenta milhares de pessoas em todo o estado”, reforçou.




Compartilhar