O Rio Branco

Hoje é 23 de Junho de 2018

Acre

Governo intensifica serviços de pavimentação de ruas em Marechal Thaumaturgo

20 de Fevereiro de 2018 às 08:19:03

Os investimentos em pavimentação de ruas possibilita a melhora na qualidade de vida de uma comunidade, além de promover a ocupação de regiões de difícil acesso e facilitar as ligações entre áreas centrais e periféricas, como é o caso do bairro Poeirinha, em Marechal Thaumaturgo.

Nesta localidade, o governo do Acre, por meio do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) implementa placas de concreto armado como método de pavimentação de ruas, por apresentarem maior durabilidade para a superfície do município, que é muito instável.

Com essas obras, a comunidade que era praticamente excluída das demais partes da cidade, pois inexistia uma via de acesso à localidade, agora possui toda a estrutura necessária para proporcionar integração a outras regiões da cidade.

“Cerca de um quilometro de pavimento foi executado para gerar mobilidade aos moradores. Os serviços também seguem dentro da comunidade, na construção da rede de água e outras ações de saneamento básico”, destaca o diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães.

“Uma nova realidade”, declara o morador Antônio Barbosa. Ele fica satisfeito ao constatar que a falta de acesso, a quantidade de lama e o matagal agora fazem parte do passado. “Sair de casa sem se sujar, poder ir à igreja tranquilamente, os meninos irem para escola sem sacolas nos pés, ter água tratada em casa, tudo isso era sonho que virou realidade, e de quebra ainda a valorizou a minha casa.”

O cronograma de trabalho no setor urbano do município também contempla tratamento de esgoto, módulos sanitários, sistema de tratamento e distribuição de água, além da construçãoda rampa de acesso ao terminal de transbordo.

No entanto, para efetuar todas essas obras, um desafio precisa ser superado: a dificuldade logística. Como Marechal Thaumaturgo possui apenas os acessos aéreo e fluvial, insumos como cimento, tijolos, brita, ferros e demais maquinários são enviados em grandes balsas vindas de Manaus (AM), no início do período de cheias dos rios.

“As chuvas que no período do inverno amazônico, lamentavelmente, alagam cidades e desabrigam pessoas. Porém, são as mesmas águas que enchem os rios e possibilitam uma melhor navegação para os meios de transportes que levam todos os materiais para potencializar os serviços na época do verão”, disse Magalhães.

O investimento da gestão Tião Viana é de R$ 23 milhões, oriundo de uma parceria do governo, por meio do Depasa e da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), e o Banco Mundial que realizam o Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser). Mais de 70% das obras do projeto já foram concluídas, com 7 dos 8,5 quilômetros pavimentos.

 

 

ANDRÉ ARAÚJO




Compartilhar