Acreanos são os únicos representantes do Norte em Ultramaratona Internacional

Por Wanglézio Braga

Os acreanos Mércia Amorim e Mauricélio Albino já estão no Rio de Janeiro (RJ) onde se concentram para uma competição internacional - A Ultramaratona Tutan das Agulhas Negras. O casal são os únicos representantes da região norte e consecutivamente do Estado Acre na competição que terá três provas distintas de aproximadamente 100km, 75km e 42km nas categorias masculina e feminino.

Na Ultramaratona Tutan, os competidores vão correr em trilhas ecológicas, em montanha e nos perímetros urbanos de municípios do RJ, Minas Gerais (MG) e Espírito Santo (ES). Atletas da Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Portugal e Estados Unidos marcam presença neste sábado (20), data das provas, o que dá o tom internacional no evento.

Apesar de não receberem nenhum apoio das entidades públicas, da classe empresarial ou dos executivos do Acre, a expectativa do casal são as melhores possíveis. “A maior dificuldade que nós corredores temos é com a falta de patrocínio. Infelizmente o nosso estado fica localizado numa região distante dos grandes centros e isso encarece no valor das passagens e compromete até na estadia, alimentação”, diz Albino que é popularmente conhecido como Mauro Coach.

Mércia Amorim que é auxiliar de dentista e nas horas vagas pratica a corrida de rua, acredita que o Acre tem ganhado destaque nas últimas competições inclusive por marcar presença em eventos fora do país. Para ela, o apoio moral dos amigos e da família é importante, mas o que poderia proporcionar maior conforto, de fato, aos atletas seria o fortalecimento com a popularização de novos adeptos e o patrocínio para o deslocamento bem como hospedagem aos competidores.

“O Estado do Acre poderia, nessa competição, ter até três representantes. Um amigo nosso que também é atleta precisou desistir por falta de passagens aéreas. Ele até chegou a pagar a inscrição, mais infelizmente os gastos com transporte e a evidência falta de incentivo impossibilitaram sua presença”, lamenta Amorim.

Numa competição onde é tradicionalmente maior a presença dos homens, Mércia já ganha evidência por tentar cumprir o segundo maior percurso da prova, de 75km. Mauro preferiu poupar as energias e busca subir ao podium ao vencer 42km.  


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.