Prefeitura de Brasiléia intensifica campanha em combate ao Aedes aegypti

A campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador das doenças dengue, zika vírus e chikungunya, teve inicio dia 15 de janeiro, no Bairro Eldorado. Na quarta e quinta-feira, os trabalhos de conscientização de casa em casa, acontecem no Alberto Castro. Na próxima semana as ações serão realizadasem outras regiões da cidade, contando com o empenho do Exército Brasileiro, Agentes de Endemias e equipes de Saúde e Obras.

O Secretário de Saúde, Francisco Borges, avalia que os primeiros dias de campanha foi um sucesso.“Os primeiros dias de campanha foi um sucesso, no entanto as chuvas tem prejudicado um pouco a realização dos trabalhos, mas daremos continuidade para concluir o Alberto Castro, que é um bairro propício para a proliferação do mosquito devido às condições geográficas, por isso temos que intensificar”.

A equipe da campanha está intensificando as informações com os moradores e solicitando que eles façam a sua parte: Tampar os tonéis e caixas d’água; manter as calhas sempre limpas; deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo; manter lixeiras bem tampadas; deixe ralos limpos e com aplicação de tela; limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;limpe com escova ou bucha os potes de água para animais e retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

 

ASSESSORIA

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.