O Rio Branco

Hoje é 22 de Outubro de 2017

Acre

Governo investe R$ 6,4 milhões na agricultura familiar em municípios de difícil acesso

15 de Setembro de 2017 às 08:37:21

Nas cabeceiras dos rios da Amazônia, percorrendo duas regiões do Acre, Tarauacá/Jordão e Juruá, o governador Tião Viana está realizando o lançamento do plano agrícola para os quatros municípios de difícil acesso, em um total de R$ 6,4 milhões, beneficiando mais de 2.400 famílias.

Nesta quinta-feira, 14, a equipe de governo percorreu mais de 300 quilômetros até a Santa Rosa do Purus, depois seguiu para Jordão e Porto Walter. A entrega do plano em Marechal Thaumaturgo será na sexta-feira, 15. A ação, gerida pela Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), torna-se importante pelas condições geográficas dos municípios, por serem de difícil acesso, aos quais só é possível chegar pelos rios ou de avião.

O plano agrícola vai ao encontro das vocações de cada região. Horticultura, meliponicultura, suinocultura, fruticultura são algumas cadeias contempladas, além de haver um reforço na extensão indígena e no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que leva o produto do agricultor direto para as escolas dessas cidades.

“Como é alegre chegar e ver uma mesa farta com tantas variedades de frutas e verduras. Nós nos unimos aqui pelo trabalho e precisamos acreditar na capacidade de riqueza da gente. Vender alimentos é o grande negócio do futuro”, afirmou o governador, em uma mensagem de esperança econômica para a comunidade. Tião Viana fala com propriedade sobre como a agricultura pode transformar a realidade do estado e dessas localidades. Seu governo, desde 2011, garantiu que a comunidade rural ajudasse no avanço econômico do Acre.

“Por vezes não se acredita que a terra possa trazer riquezas para nós. Ela é um bem de Deus dado para nós”, afirma o governador. Em dados, pode-se ver essa importância calculada no Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. No indicador de 2014, a atividade agropecuária representou 10,7% do valor total adicionado ao PIB.

O Acre passou de um PIB de R$ 2,971 bilhões em 2002 para R$ 13,459 bilhões em 2014. Ao mesmo tempo, a miséria rural está prestes a desaparecer, caindo cerca 10% entre 2012 e 2015.

Produtores

Já na primeira cidade visitada, Santa Rosa do Purus, a comitiva de governo pôde conhecer o trabalho de Fernando Cardoso, que tem uma criação de suínos e uma grande produção de banana. Do fruto, além de alimentar os animais, o produtor faz a massa e a farinha, que é entregue nas escolas para a merenda escolar pelo PAA.

“Temos o Estado apoiando de forma total nosso município, da infraestrutura à produção. É a hora de investir na agricultura”, afirmou o produtor, referindo-se também ao trabalho do governo nas obras de Saneamento Ambiental Integrado, que está investindo mais de R$ 100 milhões nos quatro municípios. Serviço que o governador também vistoriou durante sua estada em cada cidade.

Já em Jordão, a mesa com mais de 20 variedades de frutas e verduras chamou a atenção de todos. “Isso é que dá independência para o povo”, afirmou o governador ao ver tantos abacates, melancias, abacaxis, bananas, mandiocas, tomate e outras verduras. “É uma revolução quando o povo acredita na sua agricultura.”

Parte da produção vem das aldeias da região. Por isso, só nesse município, a extensão indígena receberá um aporte de mais de R$ 400 mil, recurso que será aplicado dentro dos Planos de Gestão Territorial Indígena (PGTI).

Sivaldo Barbosa, do grupo indígena Huni Kui, agradeceu o investimento que será destinado ao seu povo. “Obrigado, governador. Apesar da crise que o país enfrenta, você vem até aqui e tem a coragem de investir todo este valor nos povos indígenas”, afirmou. Ele complementou ainda que a ação foi discutidas entre o governo e a comunidade.

Apoio parlamentar

Nas entregas dos planos agrícolas, estiveram também os deputados estaduais Lourival Marques e Jenilson Leite. “Este trabalho vem se somar aos investimentos que o governo está realizando na infraestrutura dessas cidades, junto com a garantia de segurança alimentar das populações indígenas. São ações que visam a qualidade de vida da população”, afirmou Jenilson, comentando o trabalho de saneamento, pavimentação, esgotamento e água tratada para 100% das cidades.

“Em seu sétimo ano de governo, Tião Viana segue percorrendo todo o estado anunciando grandes investimentos. É prova de que ele não dormiu um só dia sem pensar na qualidade de vida dos acreanos. No Acre não há mais miséria na zona rural”, afirmou Lourival Marques. Ele anunciou também que, só no Jordão, uma equipe da Seaprof realizou, junto com os produtores, projetos que somam mais de R$ 1 milhão para trabalhos futuros.

O que disseram

Nosso governo trabalha para garantir o crescimento da força que a agricultura tem na
economia e qualidade de vida do acreano. São mais de R$ 6 milhões só para esses
municípios. Vamos investir e acompanhar de perto o andamento.” (João Thaumaturgo Neto,
titular da Seaprof)

“Antigamente se dizia que Jordão não produzia nada, e era verdade. Hoje vemos aqui essa
riqueza de produção, é uma política de continuidade. Nós, produtores, estamos botando na
mesa do jordanenses frutas e verduras de qualidade. Estes R$ 800 mil que o governo está
investindo vão ajudar nosso trabalho no município.”  (Elson Farias, prefeito do Jordão)

“Este é um governo que sempre calcula recursos para o desenvolvimento dos municípios.
Vocês podem ver nas ruas e no saneamento de Santa Rosa o que está sendo feito pelo Estado. Agradecemos aqui mais este apoio, agora para os produtores.” (Assis Moura, prefeito de Santa Rosa do Purus)

Investimentos por município

Santa Rosa do Purus: R$ 447.234,00.
Jordão: R$ 877.644,00.
Porto Walter: R$ 669.575,00.
Marechal Thaumaturgo: R$ 4.433.000,00.
Total de investimentos nos quatro municípios isolados : R$ 6.427.453,00.




Compartilhar