O Rio Branco

Hoje é 25 de Setembro de 2018

Acre

Cruzeiro do Sul reduz em 63% número de mortes no trânsito

11 de Fevereiro de 2018 às 17:44:50

Dados revelados pelo Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) revelam que em 2017 o número de vítimas fatais de acidentes de trânsito em Cruzeiro do Sul reduziu 63%, comparado ao ano anterior.

O estudo mostra ainda que não só a redução no número de vítimas fatais foi expressivo, como também a diminuição no número de acidentes de trânsito, que alcançou a marca de 60% nos casos com vítimas fatais e 26% nos de acidentes em que nenhuma vítima morreu.

Números analisados são referentes a 2017 em comparação com o ano anterior (Ilustração)

“Essa redução expressiva em Cruzeiro do Sul revela que o trabalho incansável de educação, somado à fiscalização e engenharia de trânsito que temos reforçado no interior, está resultando na redução da violência no trânsito e, por consequência, na preservação de vidas”, destaca o diretor do Detran, Pedro Longo.

Ações educativas fortalecem a segurança

Por ser o segundo maior município do estado e já apresentar um fluxo de trânsito intenso, a equipe da 1ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) vem sendo fortalecida a fim de que, principalmente, as ações educativas sejam ampliadas.

Nos últimos anos, diversas atividades de conscientização têm sido desenvolvidas em escolas, aldeias indígenas, empresas e nas vias, para que a sociedade cruzeirense passe a compreender a responsabilidade de todos para que vidas sejam salvas no trânsito.

“Como parte dessa missão, recentemente os educadores de trânsito estão orientando condutores e pedestres sobre os perigos da associação de bebida alcoólica e direção, uso do celular ao volante e excesso de velocidade, que são os principais motivos de acidentes de trânsito, principalmente durante o período de carnaval que se aproxima”, salienta o gerente da 1ª Ciretran, Valdeci Dantas.

Além disso, durante as férias escolares os educadores de trânsito realizam atividades de sensibilização das crianças e seus responsáveis, com a intenção de evitar que os pequenos brinquem nas vias e fiquem expostos a acidentes como atropelamentos.




Compartilhar