O Rio Branco

Hoje é 23 de Fevereiro de 2016

Acre

Idaf lança campanha de vacinação contra a febre aftosa em Acrelândia

07 de Novembro de 2016 às 12:22:48

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) lançou no sábado, 5, a segunda fase da 36ª Campanha Estadual de Vacinação contra a Febre Aftosa. O evento foi realizado na Colônia Correia, localizada na rodovia AC475, zona rural de Acrelândia.

O município foi o único a atingir a meta da vacinação na primeira fase. “Acrelândia tem um rebanho de 184 mil cabeças de gado e conseguiu alcançar 100% do rebanho em maio deste ano, por isso escolhemos a cidade pra lançar a 36ª campanha”, disse o diretor- presidente do Idaf, Ronaldo Queiroz.

A vacinação contra aftosa é obrigatória por lei, mas para Ciro Eduardo Correia, produtor agropecuário, a prevenção da doença sempre foi prioridade. “Estou há 13 anos no Acre e antes da vacinação ser obrigatória por lei eu já vacinava meu gado por entender a importância de combater a aftosa”, comentou.

Segundo o prefeito de Acrelândia, Ederaldo Caetano, a base da economia local é a pecuária e a vacinação dos animais é prioridade. “Estamos atentos com as questões sanitárias dos nossos animais, é interesse da prefeitura dar todo apoio ao trabalho do Idaf para mantermos nosso rebanho sadio, livre da aftosa e outras doenças”, disse o prefeito.

dsc_9475

O Acre possui um rebanho de dois milhões e 800 mil cabeças de gado (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

A segunda fase da vacinação contra febre aftosa se encerra no próximo dia 30 de novembro. O Acre tem dois milhões e 800 mil cabeças de gado e de acordo com o médico veterinário gerente de defesa sanitária animal do Idaf, José Barbosa, o estado possui estoque de vacina suficiente para vacinar todo o rebanho nas lojas agropecuárias.

“O produtor deve ir às lojas agropecuárias adquirir doses suficientes para imunizar todo o rebanho e depois de realizar a vacinação tem que declarar nos escritórios do Idaf, observando o sexo e a idade dos animais”, explicou o veterinário.

O Acre é considerado área livre da doença bovina há mais de uma década e o esforço do Idaf para isso é recorrente. O estado também está entre os 14 estados brasileiros que estão livres da peste suína clássica com certificado internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Agência




Compartilhar