O Rio Branco

Hoje é 27 de Maio de 2018

Nas redes sociais

Por Redação ORB

15 de Dezembro de 2017 às 09:35:40

Por Márcio Nunes

Repercussão

Ao vetar o projeto de lei de autoria do deputado Raimundinho da Saúde (Podemos), que tenta regulamentar a situação dos servidores ameaçados de demissão do Pró-Saúde, o governador Tião Viana (PT) acabou pautando o noticiário político. O veto causou grande repercussão.

Nas redes sociais

Ex-deputado federal Osmir Lima, usou as redes sociais para fazer comentários sobre o posicionamento do governador. O ex-aliado contestou a afirmação do governador de que os servidores do Pro-Saúde não prestaram concurso público.

Reação

Porta-voz do governo, o jornalista Leonildo Rosas também usou as redes sociais para responder Osmir Lima. Rosas alfinetou e deixou no ar uma possível acusação contra Lima quando foi diretor-presidente do Bando do estado do Acre.

Tempo recorde

Processo de discussão e votação do projeto e lei que autoriza o pagamento do décimo terceiro salário para vereadores, prefeito e vice de Senador Guiomard ocorreu em menos de dez minutos. A proposta foi aprovada na terça-feira durante a última sessão ordinária deste ano.

Três votos contra

“Sou contra o pagamento deste beneficio, mas respeito a opinião dos colegas. Eu não vou ficar com esse dinheiro. Quando for liberado vou doar para uma instituição filantrópica”, disse Magildo Lima(PP). Outros dois vereadores votaram contra.

Pelo ralo

O valor global dos valores a serem pagos referente ao décimo terceiro dos onze vereadores, prefeito e vice, ultrapassa os R$ 85 mil. O prefeito André Maia (PSD), vive chorando miséria nos meios de comunicação, mas foi rápido na hora de mandar elaborar projeto de lei em causa própria.

Mobilização

Para garantir a aprovação da matéria nociva aos interesses dos munícipes, o prefeito André Maia enviou emissários á câmara. Vereadores da base de sustentação também se mobilizaram no sentido de garantir os votos necessários á aprovação da matéria.

Planejado

Secretária de Habitação e Interesse Social (Sehab), Janaína Guedes, afirma que a invasão de casas no Conjunto Habitacional Andirá é uma ação muito bem planejada. Ela ficou impressionada com o fato de o numero de ocupantes ter aumentado de 40 para mais de 300 em menos de 24 horas.

Radicalização

Os invasores bloquearam a rodovia AC-10 na segunda e terça, e promete radicalizar. Desde o primeiro protesto, a secretária tentou conversar com os manifestantes, mas a equipe da Sehab foi agredida verbalmente e desrespeitada.

Surtiu efeito

De qualquer forma, a ocupação surtiu efeitos positivos. Nos próximos meses as primeiras 40 casas populares do conjunto habitacional devem ser entregues às famílias que já foram sorteadas pela Sehab.

Sem previsão

Apesar do processo da reforma das casas em andamento e licitação prontas para os serviços começarem, a secretária não sabe quando as demais casas do conjunto em questão serão entregues. Se ela não sabe, quem vai saber?

Grata surpresa

Coronel-PM Ulisses Araújo apareceu nas ultimas pesquisas de intenção de votos com 6% das para governador. O que impressiona muita gente não apenas o considerável percentual de aceitação, mas sim pelo fato de ele não ter se apresentado como pré-candidato.

Aliado de Bolsonaro

Ulisses é aliado de Bolsonaro e pode fazer a diferença na disputa eleitoral de 2018. Bolsonaro deverá se filiar ao Patriotas e virá a Rio Branco nos próximos meses para participar da festa de filiação do coronel Ulisses.

Sem muito efeito

Algumas lideranças da Frente Popular entendem que o apoio da ex-prefeita de sena Madeira, Tinha Vieira e de seu marido, ex-deputado Zé Viera não terá mito efeito em favor do candidato do PT ao governo, Marcus Alexandre.

Carreira solo

Presidente regional do PP, deputado José Bestene afirma que a intenção do partido é compor chapa própria, tanta para deputado estadual, quanto para federal. O PMDB sonhava em coligação na proporcional com o PP.

Café com política

Prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT) toma café da manhã, quase todos os dias, em seu gabinete, com o seu pré-candidato a vice, Emylson Farias.

Perdeu espaço

O senador Jorge Viana perdeu consideráveis espaços no PT e na Frente Popular. Ele mesmo admite que sua voz não tem mais o mesmo eco de outrora. Jorge defende chapa forte para a disputa eleitoral de 2018.

 

 

 

 

 

 

 

 



Confira os Últimos Artigos


Compartilhar