O Rio Branco

Hoje é 20 de Novembro de 2017

O tempo dirá

Por Redação ORB

07 de Outubro de 2017 às 17:23:12

Por Márcio Nunes

Crise interna

A bancada governista continua votando fechado de acordo com as orientações do líder, na Casa, deputado Daniel Zen (PT). No entanto, há muitas intrigas internas, inveja, egoísmo e a tradicional ciumeira.

Maldade

Ontem, segundo uma fonte da Aleac, um deputado governista se danou a “malhar” o colega de bancada, deputado Raimundinho da Saúde (Podemos). Segundo o referido parlamentar, Raimundinho não e nem deve atuar como independente.

Na canetada

Ainda segundo o deputado, a independência de Raimundinho acaba apenas com uma canetada. “Basta o governador ameaçar demitir os detentores de cargos que ele indicou”.  Isso tem tudo a ver com a disputa eleitoral de 2018.

Vítima da crise

Além dos caçambeiros, que têm cerca de R$ 10 milhões para recebe junto ao governo estadual, outra categoria também sofre o mesmo drama: os advogados dativos. Claro que os valores são bem menores, algo em torno de R$ 2 milhões.

Braços cruzados

Desde o fim de agosto, advogados estão de braços cruzados. Ou seja, encontra-se em greve diante do não pagamento dos honorários. Tal fato tem prejudicado, drasticamente, o fluxo processual no Poder Judiciário.

Suspensão

No Vale do Juruá, sobretudo em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, o Poder Judiciário suspendeu o atendimento dativo aos presos. Se já não havia presença de defensores públicos, agora também não há advogados dativos.

Advogado dativo

Advogado dativo, pra quem não sabe ou não lembra é um profissional operador do direito constituído por juízes de direito na audiência de defensor público. Tal procedimento está previsto no Código de Processo Penal (CPC), desde 1941.

Atrito

A dívida do governo estadual para com os advogados dativos acabou provocando atrito entre o presidente da ordem dos Advogados do Brasil -Seccional Acre (OAB-AC), Marcos Vinicius Rodrigues e o governador Tião Viana.

Choradeira

Vereador José Juruna (PSL) anda chorando dizendo que seus pedidos não estão sendo atendidos pelo prefeito Marcus Alexandre (PT). Ele lembra que todas as reivindicações são sempre em o da coletividade.

Mais um

José Juruna é apenas mais um parlamentar que vive a bajular a bajular o executivo e depois quer que suas reivindicações sejam atendidas. Ele precisa e deve mudar seu comportamento na tribuna e agir com o mínimo de independência.

Sem acordo

Na oposição o clima é sempre o mesmo, pesado, ninguém abre. Muita gente candidato, muitos já cantando vitória antes do tempo e acordo para união em torno das candidaturas ainda parece longe de se chegar.

Visitando as bases

Certo está fazendo o senador Petecão, que ao perceber toda essa maluquice envolvendo membros da oposição, resolveu sair em caravana e não para um só dia. Petecão inicia suas visitas aos municípios nas quintas-feiras e só termina no domingo que pega vôo de volta para capital federal.

Quer voltar

Dois anos após deixar o mandato e se afastar da política por questões de saúde, o ex-deputado Walter Prado foi inocentado, ontem, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no processo que era acusado de compra e voto, em Tarauacá, em 2010.

Recurso

Prado chegou a ser absolvido pela corte do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, mas o Ministério Público Eleitoral recorreu e pediu novamente a condenação no TSE, que ignorou as provas apresentadas pela Polícia Federal.

A volta do xerife

Walter Prado está fora do cenário político deste 2014, aos poucos retorna as discussões políticas. Prado, atualmente está filiado ao partido Solidariedade, por onde deverá disputar uma das cadeiras na assembléia legislativa.

Abrindo o jogo

Alan Rick afirma ter profundas divergências ideológicas com os partidos de esquerda. Ele afirma que defende valores inegociáveis para o povo cristão. Ele é contra o aborto, a liberação das drogas ilícitas e a ideologia de gênero nas escolas.

O tempo dirá

Resta saber agora se as igrejas evangélicas, sobretudo a Universal, que ofereceu apoio estrutural e a Batista do Bosque, que apoiou com votos de fieis, irão apoiar o deputado que teve coragem defender o que ele de fato acredita. O tempo dirá.

 

 

 

 

  



Confira os Últimos Artigos


Compartilhar