O Rio Branco

Hoje é 12 de Dezembro de 2017

Ameaças de morte

Por Opinião OFF

06 de Dezembro de 2017 às 09:36:17

Por Márcio Nunes

Ameaças de morte

Preso preventivamente no dia 23 de novembro, após um vídeo ser divulgado nas redes sociais onde ele confessa integrar a facção Comando Vermelho, o advogado Manoel Elivaldo Batista de Lima Júnior, 25 anos, denuncia policiais militares por ameaças de morte.

Indiciado

O advogado foi indiciado domingo, dia 03, acusado de danos ao patrimônio público, teria depredado o banheiro da cela onde estava detido, no Batalhão Ambiental da Polícia Militar. Segundo o advogado, a porta foi danificada por policias militares.

Humilhações

Ainda segundo o advogado, além das ameaças de morte, ele foi agredido moral e fisicamente por dez policiais. Também retiram colchão de sua cela, foi obrigado a beber água suja e ainda cortaram o café da manhã e janta.

Omissão

O advogado de Lima Junior, Silvano Santiago afirma que vai ingressar com pedido de habeas corpus e acusa a OAB-AC de omissão.  O presidente da OAB-AC, Marcus Vinicius afirma que em momento algum a instituição foi acionada referente ao caso.

Interdição

Dezenas de produtores rurais interditaram,ontem à tarde, a avenida Brasil, em frente a Casa Rosada, gabinete oficial do governador Tião Viana, na avenida Brasil, no Centro de Rio Branco.

Sem teto

As famílias são moradoras de diferentes regiões rurais de Rio Branco: Quixadá, Transacreana e KM – 07 da Estrada de Porto Acre. Todas elas foram despejadas das áreas onde moravam por decisão judicial e agora pedem para ser amparadas pelo governo do Estado.

Exigem solução

Uma comissão de moradores foi recebida por assessores do governo. Os manifestantes prometem continuar no local até que o governo sinalize com uma solução.

Terrorismo

Os relatos dos moradores são distintos. Os que residiam no ramal do Canta-Galo, no KM-07, por exemplo, dizem que foram expulsos a mando de um empresário local há duas semanas a tiros e espancamentos mesmo sem ordem de despejo.

Caixão preto

O símbolo dos manifestantes, para chamar a atenção das autoridades, é um caixão preto, também pintaram cruzes em dezenas de cartolinas. Hoje pela manhã, eles pretendem ir á Câmara e a Aleac pedirem ajuda aos vereadores e deputados.

Operação “Capone”

“Operação Capone”, deflagrada nesta terça-feira, dia 05, pela Polícia Federal, prendeu várias pessoas da alta sociedade que ostentavam em festas e nas redes sociais carros de luxo, quase sempre caminhonetes. Tudo fruto do lucro que tinham com o tráfico de drogas.

Fraude e lavagem

A operação, que contou com o apoio de dezenas de agentes federais e cumpriu mais de 30 ordens judiciais em Rio Branco, Brasiléia e Epitaciolândia, investigava ainda a prática de crimes como os de falsificação de documentos, estelionato e fraude contra o sistema financeiro do país e lavagem de dinheiro.

Bloqueio

Os investigadores acreditam que outras fases devem ser executadas em breve. Além dos mandados, outras cinco ordens de bloqueio de patrimônio foram expedidas pelo Judiciário. Com isso, pelo menos R$ 1,5 milhão devem ser bloqueado.

Adesão

Professores da Universidade Federal do Acre (Ufac) aderiram ao movimento nacional em defesa da Previdência e dos direitos dos trabalhadores. A paralisação ocorre no dia 5 de dezembro e deve parar as atividades durante 24 horas.

Ato público

Diversas centrais sindicais participaram do ato que ocorre às 17h, no Calçadão do Terminal Urbano. Também foi realizado sarau e diversas apresentações culturais, além de intervenções políticas. Os técnicos administrativos da Ufac também deflagravam greve por tempo indeterminado.

Reivindicação

A pauta de reivindicação inclui ainda o aumento da contribuição previdenciária e a reforma administrativa que afeta diretamente os planos de carreira dos servidores públicos, além de uma avaliação que pode tirar a estabilidade dos servidores.

Dinamismo

Há duas semanas, quando perguntaram ao deputado Wherles Rocha se o PSDB iria caminhar com Gladson Cameli ao governo, ele afirmou que o partido estava fora desse grupo. Disse ainda que o doutor Eduardo Velloso não tinha sido indicado pelo PSDB. A política é muito dinâmica.

Tudo certinho

Agora está tudo certinho entre o PP do senador Gladson Cameli e o PSDB de Wherles Rocha e o doutor Eduardo Velloso, que antes não era indicação do PSDB, agora já tem as bênçãos de Rocha e das demais lideranças do partido.

 

 

 



Confira os Últimos Artigos


Compartilhar