Colunistas

General promete mais apoio do Calo Norte às prefeituras acreanas

A primeira assembleia geral da Associação dos Municípios do Acre (Amac), em 2020, realizada na tarde desta quinta-feira, 13, em Rio Branco, contou com presença do   diretor do Programa Calha Norte, general Ubiratan Poty e do coordenador da bancada federal do Acre, senador Sérgio Petecão (PSD) e do governador Gladson Cameli (PP).

Instituído em 1985 pelo Governo Federal diante de uma preocupação dos militares sobre a causa amazônica, a partir de  1999 o programa passou a ser coordenado pelo Ministério da Defesa e tem a missão de promover a ocupação e o desenvolvimento ordenado e sustentável da região amazônica. O Cala Norte abrange 379 municípios, distribuídos em oito estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul (faixa de fronteira), Pará, Rondônia e Roraima.

A vertente civil do programa, segundo i general Poty, atua na promoção do desenvolvimento regional, com a construção de estradas, escolas, hospitais, portos, a implantação de rede elétrica urbana e rural, entre outros. A vertente militar desempenha ações em prol do desenvolvimento sustentável regional com a adequação de embarcações e o ajustamento das unidades militares e da infraestrutura dos pelotões especiais de fronteira.

Em Brasileia, por exemplo, a prefeita Fernanda Hassem explica que 80% dos recursos executados pela prefeitura são do Calha Norte. “Não é possível comparar a nossa realidade com a de outros locais, por conta das nossas peculiaridades. Para se ter uma ideia, estamos em 2020 e estamos recebendo emendas de 2017. Quando a gente vai começar a obra, os valores estão todos defasados”, explicou a  prefeita de Brasileia.

General Poty morou no Acre quando serviu o Exército e depois voltou a morar no estado como comandante de Batalhão. “Eu morei em Assis Brasil quando era soldado do Exército. O Calha Norte se vale da estrutura e do conhecimento do Exército, Marinha e Aeronáutica para ajudar esses municípios. Acompanhamos todo o processo para que as prefeituras possam usar esses recursos da melhor forma possível e que beneficie o maior número de pessoas”, explica Poty.

A presidente da Amac, prefeita de Rio Branco, Socorro Neri ressaltou a importância o coordenador do Calha Norte conhecer a realidade acreana. “General Poty já morou no Acre, em Assis Brasil e Brasileia. Para nós prefeitos significa um fôlego novo ter alguém como coordenador de um programa tão importante que conhece a nossa realidade e que compreende as nossas particularidades, sem querer comparar, por exemplo, o custo de uma obra aqui em relação a outras regiões do país”, afirmou a prefeita.

R$ 167 milhões

Nos últimos três anos, somados com o que vai ser investido em 2020, os valores do Calha Norte no Acre chegam a 167 milhões de reais. Levando em consideração o tamanho do estado, se aplicarem bem esses recursos irá melhorar muito a vida da população.

Ano importante

O ano de 2020 é extremamente importante para os prefeitos. Afinal é ano de eleição e os gestores têm poucos meses para mostrar serviço, já que a maioria será candidato à reeleição ou dará apoio à algum candidato. Obras espalhadas pela cidade resultam em mais chances de vitória.

Obras em Sena

“Temos muitas obras em Sena do Calha Norte. Uma das principais é a orla de 1 milhão de reais que estamos construindo e esperamos concluir no verão ainda deste ano”, afirma Mazinho Serafim (MDB), prefeito de Sena Madureira.

Insatisfação

“Não poderia deixar de demonstrar a minha insatisfação. Estou muito chateado, eu vejo o compromisso da base do governo. Não posso admitir que secretários e comissionados desrespeite a base do governo”, do presidente da Aleac, deputado Nicolau Junior (PP).

Sem reação

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Gehlen Diniz (PP), Nicolau Júnior expressou um sentimento que é unânime entre os parlamentares. Diniz á entregou o cargo de líder e apenas espera o governador definir quem será seu substituo.

Aplausos

Após o discurso, Nicolau Junior foi bastante aplaudido pelos deputados, tanto os governistas, quanto os oposicionistas. Claro e evidente que haverá reação por parte dos secretários, notadamente do chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade.

O pivô de tudo

Claro que o pivô da crise entre deputados governistas e equipe de secretários estaduais é o chefe da Casa Civil, advogado Ribamar Trindade. Alguém tem que dizer não governo e esse alguém é ele.  Tal fato, deixa os deputados furiosos.

Conselho em ação

O Conselho Político, criado este mês precisa e deve entrar em ação para resolver essa parada entre deputados e secretários. Os deputados precisam ser mais compreensivos e os secretários mais atenciosos.

Reprovação

Alguns deputados da base governista reprovam o Conselho Político. Eles entendem que além de não resolver problemas, o conselho poderá complicar a relação entre governo e Aleac.  Na verdade, a ideia de criar o conselho é plausível, mas sua composição se deu de forma equivocada.

Expectativa

Empresários do setor de construção civil, que passaram 2019 no vermelho, acreditam que 2020 será bem melhor. Eles vivem a expectativa de os investimentos anunciados pelo governo se tornem realidade.

# Quando todos esperavam uma sessão calma, sonolenta, típica de uma quinta-feira, o presidente da assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (PP), surpreendeu a todos ao fazer um discurso em tom de desabafo em favor dos deputados da base de sustentação do governador  Gladson Cameli, seu cunhado e colega de partido.

Se citar nomes – e em precisa, Nicolau afirmou que alguns secretários importantes do governo estariam a tratar os deputados governistas com desrespeito e deselegância. Nicolau afirmou que não vai admitir que secretários de Estado façam ouvido de mercador quando procurados por deputados da base do governo que se dirigem até eles em busca de soluções para demandas humanistas e de interesse da população.

"Recebi reclamações de deputados da base do governo que estão insatisfeitos com alguns secretários. São gestores que acham ter mais poder de comando do que o próprio governador. Gostaria de deixar claro que vou lutar pela união da base do governo aqui na casa porque foram eles que me puseram na cadeira de presidente", desabafou Nicolau.

O parlamentar lembrou as dificuldades enfrentadas na Aleac no ano passado, mas disse que todas as matérias de interesse do governador, mesmo as mais polêmicas como a da reforma administrativa, foram votadas e aprovadas pelos deputados de sustentação do governo.

"O governador nunca fugiu da comunicação com os deputados da base, portanto, de hoje em diante, devemos  nos posicionar de forma diferente e exigir mais respeito com nossos colegas a fim de estreitar laços de união entre esta casa, governo e os poderes constituídos, pois o momento é delicado e não podemos deixar o estrelismo tomar conta do ego de dois ou três secretários que acham que mandam mais do que o governador", afirmou Nicolau.

PANORÂMICAS

# Semana começou com o encontro para debater estratégia de prevenção e combate a violência, na manhã de domingo, na Biblioteca Pública Estadual.

# O encontro terminou no Palácio Rio Branco, uma vez que faltou energia na biblioteca.

# No dia seguinte, no auditório a Aleac, a direção do MDB apresentou o deputado Roberto Duarte Junior como pré-candidato à Prefeitura de Rio Branco.

# Na sessão de quinta-feira, o presidente da Aleac, Nicolau Junior (PP) decidiu falar e jogou duro com secretários estaduais.

# Ao lançar desafio aos governadores em relação ao ICMS sobre os combustíveis, o Presidente Jair Bolsonaro deixou muitos gestores descontentes.

# Os consumidores agora sabem os motivos pelos quais os preços dos combustíveis são tão altos.

# Os tributos e os encargos sociais elevam os preços e obrigam os consumidores brasileiros a pagarem o preço mais alto do mundo.

# Os especialistas no assunto afirmam que os impostos e encargo sociais chegam a 70%, um verdadeiro assalto.

# Um dia o Galvez é eliminado em casa pelo fraco Vila Nova (GO); no outro, o Atlético consegue perder para o Afogados (PE) por 3 x 0. A coruja humilhou o galo.

# O Acre foi eliminado, de forma prematura, da Copa do Brasil-2020. Se os times não investirem, também seremos eliminados na primeira fase da Copa Verde e Terceira Divisão.

# Um bom dia aos membros do Conselho Político do governo Gladson Cameli.

Artigos Publicados