Colunistas

Gladson fala de dívidas deixadas do PT, crise com o MDB e vetos derrubados pela base

Em antevista coletiva à imprensa na manhã desta quinta-fera, 10, no salão nobre do Palácio Rio Branco, o governador Gladson Cameli (PP) afirmou que a situação está preocupante em relação às finanças, em função da dívida altíssima que o Estado tem que pagar. No entanto, garantiu  à população que não vai atrasar salário dos servidores públicos e nem os pagamentos aos fornecedores. "Não vou atrasar pagamento e vamos continuar honrando com nossos fornecedores", afirmou.

Gladson só fez um pedido, que ninguém tente politizar a situação. Agradeceu a sua base reconstruída na Assembleia Legislativa, diante da presença do presidente da casa, Nicolau Júnior (PP), e parabenizou a bancada federal pela postura.

"Até a deputada Perpétua se comprometeu a ajudar o Estado com emendas", exemplificou o tamanho do comprometimento. Ele falou, , sobre os vetos derrotados na Aleac em relação da LDO-2020, assegurando que vão encontrar alternativa para que o orçamento do próximo ano seja como foi planejado por sua equipe econômica.

Bem ao seu estilo, o governador alternou mistura de tensão com bom humor. Tanto que mandou comprar saltenha e refrigerante e comeu lançou com os jornalistas, mas sempre que lembrava que nesta sexta-feira, 11, o governo tem que desembolsar 50 milhões para pagar juros das dívidas contraídas pelos governos do PT, parava de sorrir. Cameli mostrou que está tentando renegociar os débitos, que alcançam R$ 3 bilhões. Ele afirma que  que vai sossegar quando atingir seus objetivos. Se assim poderá trabalhar em paz.

Chapa ponta

Minoru Kinpara (PSDB) e Alysson Bestene (PP). Eis a chapa que o governador Gladson Cameli vai lançar para entrar evitar a reeleição da prefeita Socorro Nere (PSB). O MDB foi rifado,mas lançará o deputado Roberto Duarte.

Prioridades

O governo deveria se preocupar, primeiro, em resolver os graves problemas do povo acreano, sobretudo na Segurança, na Saúde e geração de emprego e renda. Política deve ser discutida só ano que vem.

Novos prefeitos

Com bom humor, Cameli falou sobre filiações de prefeitos em seu partido, o PP. Afirmou que todos serão bem recebidos, inclusive o de Bujari, Romualdo Araújo, que foi eleito pelo PC do B e que foi questionada pela direção progressista.

Convidada especial

O governador afirmou que a prefeita de Brasiléia, Fernanda Assém, ele fez o convite pessoalmente. O PP vai fechar o ano com 11 dos 22 prefeitos acreanos. Os referidos prefeitos sonam com apoio do governador para conseguirem a reeleição.

Recado

"Secretário que quiser disputar a eleição tem que deixa minha equipe. Se não deixar eu demito. Ora, não quero atrito com nossas bases no legislativo, por causa de seu fulano que estar no governo e quer disputar eleição", afirmou o governador.

Anel Viário

Gladson afirmou que vai resolver a questão do anel viário, em Brasiléia. O projeto original estava errado. O governador sabe da importância da obra para a região e, ao mesmo tempo, para melhorar a popularidade da prefeita.

Salvo pelo prestígio

Por puco, o governo não perdeu as verbas destinadas a recuperação de ramais na capital e interior. Cameli confessou que os recursos foram salvos graças ao prestigio que ainda tem em Basília.

Pontes metálicas

O governo consegui 10 pontes em Brasília, todas metálicas. "Ganhei dez pontes. Ainda esse ano vou buscar todas elas. São metálicas, vão garantir os acessos e uma economia enorme de dinheiro", afirmou.

Crise com o MDB

Ao fim da entrevista, o governador falou sobre a relação com o MDB. “Todos os gestos eu fiz para eles". Diz que respeita a posição dos emedebistas e destacou a amizade com o presidente regional do partido, deputado federal Flaviano Melo.

Agradecimento

O governador agradeceu as deputadas Marileide Serafim e Antônia Sales, ambas do MDB, pela forma como as parlamentares estão a ajudar o governo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).

Atendendo convite do governador Gladson Cameli e de outras lideranças do PP, como o ex-presidente regional, deputado José Bestene, cinco prefeitos eleitos por partidos da extinta Frente Popular, assinaram ficha de filiação ao partido na tarde desta sexta-feira, 11.

Eis o quinteto: Tião Flores, de Epitaciolândia, Bené Damasceno, de Porto Acre, Ederaldo Caetano, de Acrelândia, Assis Moura, de Santa Rosa do Purus, Romualdo Araújo, de Bujari, além da vereadora de Tarauacá, Janaína Furtado, possível candidata a prefeita.

Bené, Flores e Ederaldo projetaram-se politicamente no PP, mas depois saíram. Agora estão de volta à velha casa. O PP pode chegar ao fim do ano 11 dos 22 prefeitos acreanos. Em números de prefeitos, já é o maior partido do Acre. No geral, são oito.

PANORÂMICAS

# Programa Tribuna Livre desta sexta-feira, na TV Rio Branco-SBT, vai debater dois temas: Lei de Abuso de Autoridade e Legítimo Direito de Defesa.

# Os convidados serão três advogados criminalistas, dois do Acre e um do Paraná. O debate começa após o Programa da Ratinho.

# As 114 viaturas compradas com recurso federais foram entregues na manã desta seta-feira pelo governador Gladson Cameli.

# Os veículos serão usados pelas polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros.

# Os desmandos que estão a na Maternidade Bárbara Heliodora são penas consequências da ma gestão da Sesacre comandada pela secretária Monica Feres.  

# O governo precisa entender que não há mais clima para a secretária continuar. O mesmo podemos afirmar sobre os coronéis que ela convidou.

# Congresso Nacional aprovou, na tarde dessa quarta-feira, 09, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO- 2020).

# A boa notícia para o Acre é que foram aprovadas as três emendas apresentadas pela deputada Mara Rocha (PSDB-AC) para a construção de pontes nos municípios de Porto Acre, Sena Madureira e Xapuri.

# A  LDO serve como plano de metas dos investimentos que serão aplicados pelo Poder Público no ano seguinte.

“É importante entender que o Orçamento passa por um conjunto de ações. Temos o Plano Plurianual, a LDO e, por fim, a LOA”,afirmou a deputada.

# Um bom dia ao diretor-presidente da Emater-Acre, Tião Bocalom, que começa a mostrar serviço e se destacar na equipe do governo estadual.

Artigos Publicados