O Rio Branco

Hoje é 18 de Agosto de 2018

Movimento

Por Opinião OFF

12 de Junho de 2018 às 10:19:17

POLÊMICA # O deputado federal Léo do PT, do Acre, fez um comentário polêmico nas redes sociais: disse que a baixa na venda de artigos ligados à copa, como camisas e buzinas, por exemplo, estão em queda porque a “amarelinha da seleção virou sinônimo de descrédito e golpe”.

O comentário foi feito no Twitter, ao clicar em uma mensagem publicada pelo Jornal A Folha de São Paulo, alertando que o mercado desse tipo de produto, no Brasil, está em crise e que os brasileiros vão consumir muitos menos esse ano.  Léo, que nos últimos tempos tem se manifestado de forma curiosa nas redes sociais, foi contra o impedimento da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), deposta em 2016, por conta das chamadas “pedaladas fiscais” feitas na gestão dela.

ADVERTÊNCIA # Transformar uma multa leve ou média em advertência, se o motorista não tiver tido nenhuma infração nos 12 meses anteriores, sem necessidade de recurso por parte do motorista. A ideia foi apresentada por meio de Projeto de Lei do Senado (PLS) 255/2018 e aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

A iniciativa é do senador Wilder Moraes (DEM-GO). Ele quer que, nas condições mencionadas, a conversão de multa em advertência por parte do administrador seja obrigatória e automática.

MOVIMENTO # No próximo dia 13 de junho (quarta-feira), chegam a Brasília representantes do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) e dos chamados “filhos e filhas separados”, pessoas que foram retiradas de seus pais pela política de isolamento compulsório da hanseníase. 

O grupo vai acompanhar a votação do Projeto de Lei (PL) 2.104/2011 e apensados na Comissão de Finanças e Tributação, a partir das 10 horas.Os projetos reivindicam indenização do estado brasileiro aos filhos e filhas separados pela política de internação compulsória de pacientes com hanseníase, que imperou no Brasil até a década de 1980, com profundo impacto da vida de milhares de pessoas.

A VOTAÇÃO # Os PLs estão aguardando parecer de seu relator na CFT, deputado Helder Salomão, desde dezembro de 2015. Desde maio deste ano, já passaram por três sessões da comissão, sendo sempre retirado de pauta. Agora, no dia 13, retornam com caráter de urgência e a expectativa para sua aprovação é grande.

A votação desta quarta-feira é mais um capítulo de uma história pouco discutida no país, apesar de ter impactado a vida de milhares de pessoas até a década de 1980. No Brasil do século XX, o Estado executou uma política que isolou do convívio social pessoas atingidas pela hanseníase e promoveu a separação compulsória de seus filhos, embora a doença tenha tratamento desde a década de 40.

 

 

 

 



Confira os Últimos Artigos


Compartilhar