O Rio Branco

Hoje é 12 de Dezembro de 2017

VIZINHOS

Por Opinião OFF

11 de Agosto de 2017 às 09:27:20

CONFUSÃO # Quem assistiu pelo canal da TV Aleac, no youtube, ou compareceu a sessão solene em homenagem a Semana Estadual da Juventude, ficou perplexo com o vocabulário dos jovens que integram a juventude política do nosso estado. Palavras de baixo calão, das quais essa coluna se recusa a registrar. Foram discursos esbravejados naquela tribuna.

Na concepção de muitos, a juventude do Acre e do Brasil estaria morrendo devido às ações do governo de Michel Temer. Entre palavrões e ataques, um jovem deixou a todos perplexos e, claro, a deputado Eliane Sinhasique (PMDB) que acompanhava do plenário.

A deputada Maria Antônia (PROS) pediu respeito com a “Casa do Povo” e solicitou que as palavras vulgares fossem retiradas da ata da referida sessão. O clima esquentou quando um dos jovens proferiu duras críticas à deputada Eliane Sinhasique (PMDB), contraria a legalização do uso da maconha no país, tema levado à Casa de Leis pelo deputado estadual Daniel Zen (PT). 

NA DISPUTA # Ao contrário do que muitos dizem, o secretário de segurança Emylson Farias (PDT) parece está convicto que disputará o pleito eleitoral. Quem o observa percebe nitidamente as mudanças de entonação de voz, postura, discurso e práticas de um candidato em plena campanha eleitoral.

Mesmo diante de um cenário caótico para a segurança do Acre, Emilson Farias não perde a oportunidade de falar de suas ações positivas no combate ao crime. Ele também não economiza ao utilizar-se de palavras de efeito carregadas de humildade e muita vontade de vencer "literalmente". E, assim, ele abraça, conversa e dá àquele abraço amigo no povão e vende a imagem que está em campo como um bom e bravo soldado.

VIZINHOS # A propaganda eleitoral gratuita, no rádio e na televisão, relativa ao segundo turno da eleição suplementar para governador do Amazonas, começa neste sábado (12) e vai até o dia 25. Também a partir deste sábado, nenhum candidato poderá ser detido ou preso, salvo em caso de flagrante delito.

No dia 16, de acordo com o calendário eleitoral, termina o prazo para os candidatos e partidos políticos encaminharem à Justiça Eleitoral as prestações de contas referentes ao primeiro turno, com exceção daqueles que concorrerão ao segundo turno.

A partir do dia 22 de agosto e até 48 horas depois do encerramento do pleito, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.

Disputam o segundo turno das eleições para governador do Amazonas, no próximo dia 27, os candidatos Amazonino Mendes, do PDT, e Eduardo Braga, do PMDB. Amazonino conseguiu 38,77% dos votos e Braga teve 25,36%.

O pleito foi determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral que cassou em maio os mandatos de José Melo do Pros e de Henrique Oliveira, do Solidariedade, por compra de votos nas eleições de 2014.

 

 



Confira os Últimos Artigos


Compartilhar