O Rio Branco

Hoje é 20 de Setembro de 2018

Esquerda/direita

Por Artigo do Narciso

11 de Setembro de 2018 às 11:08:42

 

.                           Se as denominações acima fossem apenas rótulos, não teria causado tanto mal a nossa atividade política. 

.        Àqueles que, ideologicamente, se proclamam de direita ou de esquerda, a despeito dos seus radicalismos, já conseguiram impor sucessivas derrotas eleitorais aos candidatos do nosso chamado centro político, este por sua vez, composto por pessoas que se consideram guiados pela lógica e pelo bom senso.

.        Quão bom se fosse assim. Mas não. Afinal de contas, aos nossos centristas têm faltado unidade e solidariedade, e como conseqüência, suas sucessivas derrotas. À propósito, vide a penca de  candidatos centristas que estão participando da presente disputa presidencial.  A aritmética costuma punir quem a ignora.

.        Lamentavelmente, o nosso centro político, já na primeira disputa presidencial verdadeiramente democrática, após o regime militar de 1964, ao fragmentar-se em várias candidaturas, acabou tendo que engolir, a seco, a derrota de todos os seus candidatos já no primeiro turno. Entre eles citaríamos: Ulisses Guimarães, Mário Covas e mais uma meia dúzia deles, ou seja, tiveram que assistir, muitíssimo a contragosto,   a ”grand finale” disputada entre o direitista Collor e o esquerdista Lula.       

.        Portanto, era de esperar, no processo eleitoral em curso, que os nossos candidatos de centro, visando evitar a repetição do erro cometido nas eleições de 1989 viessem se unir em torno de um único candidato.  Seria, mas isto não aconteceu e nem haverá mais tempo para acontecer, até porque, entre eles, o espírito de renúncia simplesmente não existe.  Muito pelo contrário. Parecidos a um bando de afogados, ao que tudo nos leva a crer, caminham para morrer abraçados. Bem diz o dito popular: “errar é humano, persistir no erro é burrice. 

         Particularmente, já começo a crer que teremos um segundo turno sendo disputado por Fernando Haddad e Jair Bolsonaro, isto porque, a partir do instante em que o ex-presidente Lula conscientizar-se de sua inelegibilidade e declarar seu apoio ao candidato Fernando Haddad, este carimbará o seu passaporte e conseguirá chegar ao segundo turno.

.        Aos que dividam que isto posa acontecer, pergunto: a ex-presidente Dilma Rousseff teria sido eleita e reeleita não fosse o apoiou que veio receber do ex-presidente Lula? Certamente não. De mais a mais, todas as pesquisas relativas à disputa eleitoral em curso anunciam que o ex-presidente Lula conseguirá transferir ao seu candidato um percentual de votos que o alçará ao segundo turno. Enquanto transferidor de votos, o ex-presidente Lula já demonstrou o quanto é capaz. É uma pena que os nossos centristas não entendem assim. Senão, vejamos;

.        Os candidatos Álvaro Dias, Henrique Meireles e João Amoêdo sabem que nenhum deles conseguirá chegar ao segundo turno, embora saibam que suas candidaturas possam impedir que o presidenciável Geraldo Alckmin consiga chegar lá.

         Ao assim procedem , Haddad e Bolsonoro só terão a agradecê-los.  

 



Confira os Últimos Artigos


Compartilhar