O Rio Branco

Hoje é 19 de Agosto de 2018

Cuidado, gente!

Por Artigo do Narciso

03 de Fevereiro de 2018 às 09:35:46

Prender o ex-presidente Lula ou torná-lo inelegível são decisões bastante arriscadas.

Entre os frasistas, Henry Louis Mencken, mais conhecido como H. L. Mencken, foi um dos mais notáveis jornalistas norte-americano e autor de uma das frases que mais tem chamado a minha atenção, afinal de contas, de sua lavra, vamos encontrar as mais surpreendentes frases, algumas delas aparentemente deselegantes e inoportunas, e outras tantas, cuja propriedade e realismo nem o tempo consegue depreciá-las. A seguir, relembremos algumas delas;

01 – Na democracia, um partido sempre dedica suas principais energias tentando provar que o outro partido não está preparado para governar, e em geral, ambos têm razão.

02- A democracia é a arte e a ciência de administrar o circo a partir da jaula dos macacos.

03 - Um governo de cínicos pode ser tolerável e humano. Mas, quando os fanáticos tomam o poder, não há limite para opressão.

04 - O desejo de salvar a humanidade é quase sempre um disfarce para o desejo de controlá-la.

05 - Um idealista é alguém que, ao perceber que um rosa cheira melhor que um repolho, conclui que ela também dará uma melhor sopa.

06 - E a minha preferida: “Para cada problema complexo, há sempre uma solução simples, elegante e errada.

  Aos que consideram que a prisão de ex-presidente Lula deva ocorrer, faço minhas as palavras do ministro do STF, Marco Aurélio Melo, publicadas no Broadcast Político: “uma eventual prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva incendiaria o Brasil. Eu duvido que o façam, porque não é a ordem constitucional. E em segundo lugar, no pico de uma crise, um ato deste poderá incendiar o país”.  

Como àqueles que defendem a prisão do ex-presidente Lula com base numa interpretação do STF-Supremo Tribunal Federal, e em razão da sua condenação em segunda instância, diga-se de passagem, pelo apertadíssimo placar de 6x5, de antemão, deveriam consultar o artigo 5º alínea LVII da nossa para logo perceber que o mesmo, tão claramente expresso e tão facilmente compreensível, não poderia ser objeto de dúvidas, tampouco de diversas interpretações.

Vejamos, ipsis litteris, o seu anunciado: “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”. Por fim, pergunto eu: o que quis dizer o ministro Marco Aurélio Melo quando disse que uma eventual prisão do ex-presidente Lula incendiaria o país? Ao meu sentir, que a complexidade do problema exige uma solução ainda mais complexa.

Quando a inelegibilidade do ex-presidente Lula a decisão é ainda mais complexa, até porque, estando ele, de longe, em primeiro lugar em todas as pesquisas eleitorais, vê-se, portanto, que a decisão de prendê-lo, será cercada de altíssimos riscos.

Nunca votei no Lula e não pretendo votar, caso ele volte a se candidatar e como a verdade jurídica nem sem coincide com a verdade política, derrotá-lo nas urnas, aí sim, perece ser a opção mais aconselhável.

 



Confira os Últimos Artigos


Compartilhar