Colunistas

Bônus sem ônus: a esperteza do MDB

A votação  da Minirreforma Administrativa, na tarde agitada de terça-feira, 21, revelou, claramente, a posição do MDB: oposição na Assembleia Legislativa, mas ao mesmo tempo governista, pois comanda três secretarias, algumas chefias e diretorias e dezenas de cargos na gestão estadual.  
 
Se tivesse que depender dos dois votos do MDB, o governo teria margado mais uma derrota. Dos três deputados do partido, apenas Antonia Sales votou com a bancada governista. Roberto Duarte e Meire Serafim  votaram com a oposição, portanto, contra a reforma enviada pelo governo estadual.
 
Claro e evidente que o MDB está a projetar o deputado Roberto Duarte Junior como candidato à Prefeitura de Rio Branco, em 2020 o que é mais do legítimo. No entanto, não se sabe até quando o governo vai segurar essa onda. Ou seja, o MDB tem bônus, mas não quer assumir ônus.
 
Com a bênção do presidente regional do partido, deputado federal Flaviano Melo, Roberto Duarte foi eleito presidente municipal do MDB. Claro e evidente que na reta final, o governo não vai aceitar esse joguinho. Se o MDB quiser disputar a Prefeitura de Rio Branco com  candidatura própria terá que entregar os cargos.
 
Plantão extra
Secretário de saúde, Alysson Bestene, fez plantão extra ontem (21) no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), após as declarações e Gladson Cameli. O governador admitiu a existência  de cartel na saúde que prejudica as atividades da Sesacre.
 
Ortopedia e cirurgia
Alysson Bestene passou grande parte da noite de ontem reunido com a direção do Huerb e médicos de departamentos estratégicos da unidade, entre eles, o setor de ortopedia e de cirurgias.
 
Ontem e hoje
Quando ainda era senador, Gladson Cameli afirmava que  existia recursos e faltava gestão na saúde pública. Hoje, governador, enfrenta os maiores desafios de sua gestão na área.
 
Apelo no ar
No programa “Fale com o Governador”, edição especial de terça-feira, 21, na rádio Aldeia-FM, Gladson fez desabafo: “Quem não quer fazer nada, pede pra sair”, afirmou. Em parte, o governador tem razão.
 
Burocracia

O governador voltou a dizer que recursos têm. Ele também reclamou da burocracia e criticou a lei de licitações. Muitas vezes, em função da lei de licitação, um processo licitatório demora 120 dias para viabilizar compras de remédios e equipamentos.
 
Reunião

Alysson Bestene  conversamos com profissionais e ouviu, atentamente, as sugestões e os anseios. O secretário  voltou a elogiar profissionais comprometidos e dispostos a ajudar. “Homens e mulheres que dedicam suas vidas para salvar vidas” acrescentou.
 
Clima tenso
Alysson saiu da reunião garantindo adaptar o centro cirúrgico para abrir mais uma sala de atendimento a ortopedia. Segundo informações, o clima chegou a ficar tenso por conta das declarações do governador.
 
Atenção básica
Na assembleia Legislativa, o deputado José  Bestene (PP), tudo como melhor secretário de Saúde da nossa história, contra da Prefeitura de Rio Branco melhor qualidade na atenção básica e também denuncia a falta de mais empenho por parte de alguns profissionais da saúde.
 
Incomodação
Além da questão da saúde, outro ponto que preocupa o governador Gladson Cameli (PP) é a Segurança Pública. Não por acaso, o governo demitiu o Secretário de Policia Civil e o  comandante-geral da Polícia Militar.
 
Resultados
O governo conseguiu diminuir o numero de homicídios em relação ao primeiro trimestre do ano passado. No entanto, o índice de assaltos, arrombamentos e a guerra de facções criminosas continua a preocupar as autoridades de Segurança Pública.


 
# Senador Marcio Bittar (MBD-AC) integrou comitiva formada por parlamentares eleitos pelo Acre, e também pelo vice-governador Major Rocha, que foi ao Ministério da Economia, na tarde desta terça-feira (21), pedir socorro ao ministro Paulo Guedes.
A crise econômica e às dificuldades financeiras enfrentadas pelo estado impõem ao governo de Gladson Cameli  dificuldades em pagar as dívidas contraídas pelos antecessores junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Marcio Bittar saiu do encontro dizendo-se satisfeito com a sinalização de Paulo Guedes em relação ao pleito dos deputados e senadores acreanos.
“O ministro sabe das nossas dificuldades porque em parte são – guardadas as proporções – semelhantes ao que se passa com a União neste momento delicado. Senti nele a disposição de ajudar o Acre para que possamos honrar nossas dívidas sem prejudicar a geração de emprego e renda”, disse o senador acreano.
 
PANORÂMICAS
 
# Governador Gladson Cameli começou a sofrer forte pressão pelas redes sociais para reaver a estrutura oferecida ao MDB.
# As pressão foram intensificadas após a votação da Minirreforma Administrativa aprovada com apenas um votos do três que o partido tem na Aleac.
# O MDB acreano é dividido em três grupos – o de Flaviano Melo, o de Aldemir Lopes, no Alto Acre e a de Vagner Sales, no Vale do Juruá.
# No entanto, os três grupos sempre se juntaram contra os partidos de esquerda.
# Mas agora, o MDB na Aleac está junto com PT e PC do B na oposição ao governo que o partido ajudou a construir.
# Apenas a deputada Antonia Sales tem votada com o governo.
# Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Energisa, deputado Daniel Zen (PT), deliberou as pautas da primeira reunião da comissão na manhã desta quarta-feira, 22.
# A Comissão aprovou requerimento protocolado pelo deputado Jenilson para que a distribuidora de energia explique a cobrança supostamente indevida do ICMS nas faturas de energia elétrica.
#  O deputado também que saber  o mecanismo ou instrumento que a Energisa utiliza para aferir o consumo de energia Acre.
# A  proposta do deputado Chico Viga (PHS), que pediu que o encontro com o Ministério Público Estadual, Ordem dos Advogados do Brasil no Acre e Defensoria Pública já ocorra na próxima sexta-feira, 24, também foi aprovada.
# Bom dia à assistente social Claire Cameli, que deve ser nomeada, nos próximo dias, como Secretária de Estado.
 

Artigos Publicados

Agora o ano, enfim, começa pra valer!

Governador defende menos burocracia na Suframa