Colunistas

Governador cumpre decisão e faz reintegração

Governador Gladson Cameli cumpriu  decisão da desembargadora Waldirene Cordeiro, do Tribunal de Justiça do Acre, que determinou a reintegração de Francisco Calixto da Rocha como chefe do Departamento de Administração e Finanças da Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Acre (Ageac).

O o artigo 5º, parágrafo 2º,  da Lei 278, que regulamenta as Agência do Acre afirma que os cargos de coordenação (diretor-geral e chefes de departamentos) são definidos pelo governador e aprovados pela Aleac para cumprir mandatos fixos de quatro anos.

O mandato de Francisco só se encerra em novembro deste ano, Gladson o exonerou antes do prazo. Com a decisão judicial favorável, Francisco, assim como Henry Marcel Valero Lucin, Chefe do Departamento de Assuntos Jurídicos, voltam a ocupar suas funções.

O governador  também determinou a instauração de processo administrativo disciplinar para apurar a ocorrência de falta ou abandono do cargo dos servidores.

Leis absurdas precisam e devem ser revogadas de imediato. Os diretores que serviram a outros governos, com ideologias diferentes, continuam nos cargos normalmente, muitas vezes tomando decisões que atrapalham e emperram o novo governo. Um verdadeiro absurdo.

Grande perda

Vítima de um câncer de pulmão, morreu na madrugada de sábado, 18, o empresário Francisco Messias Cameli,73 anos, tio do governador do Acre Gladson Cameli (PP) e irmão do ex-governador Orleir Cameli.

Choro em Cruzeiro

A  morte de Chiquinho Cameli, como ele era mais conhecido,representa grande perda para o Acre, sobretudo Cruzeiro do Sul, que chorou a morte de seu filho ilustre. Ele mudou-se para Manaus há alguns anos e não mais foi a Cruzeiro do Sul após a morte de Orleir Cameli, há seus anos.

Legado

Filho de Marmud e Marieta Cameli, o empresário que era casado com a cruzeirense Celi Queirós Cameli deixa 9 filhos, 6 netos e 1 bisneto. O velório é realizado no Estaleiro Juruá, em Iranduba (AM), onde Chiquinho empreendeu nos últimos anos de vida.

Profunda dor

Nas redes sociais, o governador Gladson Cameli lamentou a morte do tio nas redes sociais. O governador postou foto da sua festa de formatura em Engenharia Civil, na qual aparece com Chiquinho. “Sinto profunda dor”, firmou o governador.

Primeira viagem

Dona Beatriz Cameli, viúva de Orleir, conta que  Os dois irmãos fizeram a primeira viagem de negócios a Curitiba (PR), nos nos 70. A empresa Marmud Cameli começou comercializando Castanha e Madeira, mas logo depois se tornou um grande grupo empresarial.

Época difícil

Presidente da Associação Comercial de Cruzeiro do Sul, o empresário Assem Cameli, primo de Chiquinho, diz que o Vale do Juruá perde um grande homem e empreendedor. “Ele começou a empreender numa época difícil e sempre foi exemplo pra nós empresários pela força e coragem”, disse.

Secretários

Secretários Alysson Bestene (Saúde); Mauro Sérgio (Educação) e Eliane Sinhasique (Empreendedorismo e Turismo) participaram do programa “Fale com o Governador”, no sábado, 18, na Rádio Aldeia-FM.

Morosidade

Segundo os secretários, a demora na ação da maior parte dos serviços públicos ocorrem por conta da morosidade burocrática. “A coisa que mais me angustia é a morosidade no serviço público”, afirmou Eliane Sinhasique.

Demora

“A coisa pública” demora acontecer. “As pessoas que aguardam esses serviços, às vezes, não conseguem entender”, disse Mauro Sérgio, da secretaria de educação.

Levando vidas

“Imagina na saúde, onde tratamos com vidas”, completou Alysson Bestene. Segundo o secretário da pasta que vem sendo um dos maiores gargalos da administração de Gladson Cameli, a burocracia acaba levando vidas.

Apelo

“Temos que sugerir aos nossos legisladores que comecem a ter um olhar diferente para a legislação da saúde, pois precisamos de respostas rápidas”.

# Prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim  (MDB) é um dos poucos do interior que consegue manter boa popularidade junto aos eleitores. Não por acaso, Mazinho elegeu sua mulher, a deputada Meire Serafim (MDB) como a mais votada. Ele foi o primeiro a romper com o governador Gladson Cameli (PP), a quem ofereceu apoio incondicional na campanha eleitoral.    

PANORÂMICAS

# Membros do Diretório Central dos Estudantes da Ufac convidaram o vereador Nogueira Lima  a fazer um passeio no Campus Universitário.

# Claro que o convite tem tô de ironia, uma vez que, há alguns dias, o vereador teria afirmado que havia plantio de maconha nos arredores da Ufac.

# Certamente não tem plantio de maconha na Ufac, mas "noiado" tem sim e muito.

# Será que o DCE tem coragem de convidar o vereador a visitar a Ufac ao fins de tarde ou início da noite?

# Carlos Gomes, ex-candidato a deputado federal pela Rede, diz ter sido vítima de tentativa de homicídio.

# Segundo ele, na noite de sexta-feira,, 17, um veículo colidiu com sua motocicleta na Avenida Brasil, no centro de Rio Branco.

#  O motorista propôs acordo informal. Carlos  não aceitou e decidiu acionar o Detran.

# O motorista jogou o carro em cima de Carlos, que diz ter sido arrastado em alta velocidade no capô.

# Carlos só escapou da morte porque conseguiu pular do carro entes deste bater em dois outros veículos que estavam estacionados.

# Governador Gladson Cameli mandou exonerar o policial militar Alan Martins, do quadro da equipe de segurança do seu gabinete.

# Martins foi o causador de um acidente de trânsito ocorrido na tarde do último sábado (18), na estrada Dias Martins, que resultou na morte de Silvinha Pereira da Silva, 38 anos.

# Um bom dia à vereadora Lene Petecão (PSD), vice-presidente da Câmara de Rio Branco, leitora assídua desta coluna.

Artigos Publicados

Agora o ano, enfim, começa pra valer!

Governador defende menos burocracia na Suframa