Colunistas

Violência é debatida no plenário da Câmara de Rio Branco

A violência no Acre, sobretudo na capital, foi amplamente debatida semana passada, no plenário da Câmara de Rio Branco. Estiveram presentes osecretário de Justiça e Segurança Pública, coronel-PM Paulo Cézar e outros membros da cúpula. O debate foi proposto pela vice-presidente da Casa, vereadora Lene Petecão (PSD) e cotou com apoio dos demais parlamentares. A vereadora lamentou a ausência dos representantes dos segmentos sociais.

Paulo Cézar  fez uma apresentação completa de todo contexto econômico, político e social em que a violência tem se manifestado como fenômeno humano. Segundo ele, a  atlas da violência no Brasil, apresentado pelo  Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apresenta sempre com dois anos de atraso, ou seja, os números de hoje são referentes aos anos de 2016. Paulo César fez um relato completo de toda geografia da violência na região Norte oriunda da disputa entre as principais facções criminosas do Brasil.

O secretário lembrou que houve deslocamento da disputa com objetivo alcançar a droga peruana e abrir novas rotas. Esse deslocamento colocou o Acre no olho do furacão da violência, já que havia também um crime doméstico. Nesse período o Acre figurou entre um dos Estados com o maior número de assassinatos. Hoje, segundo ele, a realidade é outra. Basta dize que A nossa população carcerária é o dobro da média do Brasil, com um detalhe: todos são oriundos do abandono da escola.  Quem está hoje no sistema carcerário, ou nunca foi para a escola ou abandonou desde o ensino fundamental.  

Fim dos radares

Polícia Rodoviária Federal (PRF) recolheu radares estáticos, móveis e portáteis nas rodovias federais. A decisão vale até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos para fiscalização eletrônica de velocidade.

Determinação

A PRF cumpriu determinação do República, Jair Bolsonaro (PSL), que determinou a suspensão do uso dos equipamentos do serviço diário de fiscalização. Os radares fixo instalados próximos  em postos continuam, o governo tem contrato e preciso cumprir até o fim.

Antecipação

No Acre, em março deste ano, o governador Gladson Cameli (PP) determinou a retiradas imediata dos radares. Segundo o governo, os radares não diminuíram os registros de trânsitos e tampouco as mortes.

Pressão popular

Ao publicar resolução, nesta sexta-feira, criando cota e combustível aos 11 vereadores, a  presidente da Câmara  de Plácido de Castro, Luciene Hernandez (PSDB) acabou expondo o Poder Legislativo á várias criticas e pressão popular.

Intenta litros

Pela resolução publica nesta sexta-feira, no Dário Oficial, cada vereador tem direito a uma cota de 80 litros mensais, totalizando 880 litros mensais. A preço de mercado custa pouco mais de R$ 4 mil. O benefício existe desde 2017, mas faltava ser regulamentado.

Sem estrutura

Segundo informações, o salário dos vereadores de Placido de Castro é de R$ 3.750,00. Eles não têm direito a nomear assessores e também não recebem outras vantagens. Os assessores do vereadores são servidores da Casa.

Tribuna Livre

Ameça de privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos foi o tema principal do Programa Tribuna Livre  desta sexta-feira, 16, na TV Rio Branco-SBT.  Fundado em 26 de janeiro de 1.663, a empresa existe há exatos 356 anos, mas como ETC, completou 50 anos no dia 20 de março de 2019.

Convidadas

A presidente da CUT-AC e do Sindicato do Sinteac, professora Rosana Nascimento e a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Sintect), Suzy Cistiny foram as convidadas.

Campanha

No início deste semana, a sindicato que representa a categoria em nível nacional lançou campanha em todo o Brasil em defesa da empresa e contra a privatização. No Acre, a campanha foi lançada com ato público no centro de Rio Branco.

# Atendendo orientação da direção nacional do partido, o presidente regional do PSL, Pedro Valério e o presidente da executiva municipal, Pedro Dayane comandaram neste sábado, em Rio Branco, campanha de filiação nas dependências do Mercale. Dois dias antes, na quinta-feira, os dois dirigente estiveram no programa Boa Noite Rio Branco, na TV Rio Branco-SBT. A campanha de foliação ocorre de forma simultânea em todo o Brasil.

PANORÂMICAS

# Ex-senador Jorge Viana foi entrevistado sexta-feira, na Rádio Aldeia-FM e mostrou que não é mais o mesmo de outrora.

# Ele assumiu erros, confessou culpas  e disse ter profundo respeito ao governador Gladson Cameli e ao senador Sérgio Petecão.

# Viana afirmou também eu quem perde eleição tem que descer do palanque no dia seguinte.

# Muitos acreditam que Viana será candidato à Prefeitura de Rio Branco. Tenho certeza que não.

# Ele gostou de Brasília, onde morou oito anos Por isso, não quer mais saber de Rio Branco.

# Viana sonha em montar uma ampla aliança para reeleger a prefeita Socorro Neri (PSB) e manter a esperança de voltar ao Senado em 2022.

# Os números da população carcerária do Acre revela a eficiência da policia e da Justiça.

# Mas ao mesmo tempo, nos preocupa, uma vez que estamos bem acima da média nacional.

# Vale lembrar que os altos custos do sistema prisional prejudicaminvestimentos em outros setores da gestão pública.

# As despesas dos apenados deveriam ser bancadas por seus familiares.

# Um dos ônibus que transportava a militância do PSL teve problemas mecânicos, na rua Pernambuco - próximo  à esquina com avenida Ceará e todos tiveram que terminar o trajeto a pé.

# Um bom dia ao residente regional do PSL, Pedro Valério e aopresidente municipal, Pedro Dayane , que comandaram a festa do partido neste sábado, dia 17.

Artigos Publicados

Em nota, governo tenta tapar sol com peneira

A prefeita e o candidato do governador

Senador é criticado por algo que deveria ser elogiado