Colunistas

Governador destaca agenda ambiental na Europa e ignora geve na Saúde

Na Europa, precisamente na Alemanha, o governador Gladson Cameli (PP),  cumpre agenda  com o Banco KFW e reúne com chefe da Divisão de Agricultura e Recursos Naturais, Jens Mackensen; o gerente de projetos REDD Early Movers (REM) no Acre e Mato Grosso, Klaus Kohnlein; o economista para REDD+, do Centro de Competência, Infraestrutura e Recursos Naturais, Johannes Berline e a com a assessora do REDD Early Movers, Ute Sonntag.

Em sua rede social, o governador acerrano postou, nesta quarta-feia, 11, o seguinte:”Aqui na Alemanha estamos algumas horas a frente do Acre. Vim pessoalmente para reafirmar as parcerias com o KFW e reiterar a importância do Programa REM no estado do Acre para redução de emissões por desmatamento e degradação florestal”..

A greve dos servidores da  Secretaria de Saúde (Sesacre), deflagrada na manhã desta terça-feira, foi ignorada pelo governador. Muitos seguidores pediram um posicionamento do executivo ou interferência junto ao vice-governador, Major Rocha, que assumiu,  interinamente, o governo. Mas Cameli, preferiu não falar sobre o assunto.

O governador agradeceu a todos os representantes do KFW, que deram a oportunidade de apresentar a realidade sobre desmatamento e queimadas na Amazônia, especificamente no Acre, e a verdadeira política de desenvolvimento econômico apresentada pelo governo, que trabalha pautado no respeito ao novo Código Florestal Brasileiro, e acima de tudo, em promover progresso com sustentabilidade para região amazônica e dignidade aos indígenas, ribeirinhos, seringueiro, incluindo todos os milhares de habitantes das nossas florestas.

Dinheiro na cueca

Em 2005, no primeiro mandato do ex e nunca mais presidente Lula da Silva, um petista nordestino foi flagrado com dinheiro na cueca. Dinheiro sujo, literalmente. Agora, 14 anos depois, o delegado de Polícia v Rêmullo Diniz é acusado de se apossar de dinheiro que estava na cueca de  um homem encontrado morto.

Em março de 2017

Na noite do dia 10 de março de 2017, quatro homens foram executados, entre estes Adriano Linhares de Freitas, 33 amos. Até hoje, os autores dos três assassinatos não foram identificados,  as os peritos encontraram na cueca de Adriano R$ 3.584,00.

Vinte dias depois

Em função da burocracia, o dinheiro só chegou ao cofre da Delegacia de Repressão e Entorpecentes em 30 de março, ou seja, 20 dias depois, data em que Diniz havia assumido o comanda da unidade policial, após licença-maternidade.

Solicitação negada

Por meio de advogado, familiares da vítima solicitaram a devolução do dinheiro, alegando não ter ligação com crime. Em 10 de abril de 2017, Diniz o pedido. Quase um ano depois, ele instaurou Auto de Investigação Preliminar para apurar peculato ou furto do dinheiro.

Enrolado

Diante do exposto, o corregedor-adjunto da Polícia Civil delegado Thiago Duarte decidiu proceder ao indiciamento de Rêmullo Diniz, pela prática do crime de peculato, previsto no artigo 312 do Código Penal Brasileiro , pelos motivos constantes no referido despacho de indiciamento.

Encaminhamentos

Corregedor ainda pediu que os autos da inquérito fossem encaminhados ao Ministério Público e para Vara Criminal de Rio Branco para adoção das medidas legais cabíveis e também cópia do processo foi encaminhado ao delegado-geral de Polícia, Henrique Maciel.

Esquisito

O governo ignorou as acusações contra o delegado em questão. Tanto que em janeiro deste ano, ele foi nomeado como Secretário de Polícia Civil. Alguns dias depois, acabou sendo afastado por ter sido acusado de envolvimento com facções criminosas.

Revesamento

 “Eu nasci em 1989. Portanto, vi apenas duas famílias comandar o Acre”, disse nesta quarta-feira, 11,  o vereador Emerson Jarude, eleito pelo PSL, mas no momento encontra-se em partido. O parlamentar refere-se à família Cameli e à família Viana.

Entrevista

O vereador foi entrevistado no programa Boa Noite Rio Branco, nesta terça-feira, na TV Rio Branco-SBT. Ele lembra que Orleir Cameli governou o Acre por quatro anos e depois ajudou a eleger Jorge Viana. Vinte anos depois, a família volta ao poder com Gladson Cameli, sobrinho de Orleir.

Rompimento

Emerson Jarude defende rompimento com esse revesamento e afirma que precisa se livrar, o quanto antes, do “Vianismo” e do “Camelismo”.  Ele tem recebido convite de vários partidos, mas deve se decidir por uma sigla que não seja de esquerda, nem de direita.

# Deputado Edvaldo Magalhães, além de líder do PC do B, na Assembléia Legislativa do Acre (Aleac) também atua como conselheiro d mesa diretora da Casa. Nesta foto, Magalhães aparece ladeado pelo vice-pretendente da Aleac, deputado Jenilson Leite (PSB) e pelo presidente, deputado  Nicolau Junior (PP). Todo bem que Jenilson recorra a Magalhães. Eles foram colegas de partido e, de direito, Jenilson ainda é integrante do PC do B. No entanto, Nicolau não deveria agir de tal forma, afinal,  o deputado comunista lidera a oposição na Aleac e ele, Nicolau, é cunhado e correligionário do governador Gladson Cameli (PP).

PANORÂMICAS

# Prefeito de senador Guiomard, André Maia (PSD) deve voltar ao cargo na manhã desta quinta-feia.

# Ele foi afastado e preso em 13 de dezembro de 2018, sendo substituído pelo vice-prefeito, Judson Costa (PP).

# No entanto, menos de um mês depois, Costa surpreendeu a todos ao renunciar ao mandato, na noite do dia cinco de janeiro de 2019.

# Quem assumiu a prefeitura foi o presidente da Câmara, vereador Gilson Pessoa (PP), conhecido como Gilson da Funerária.

# Segundo informações, Judson teria recebido ameças de morte. Por isso, decidiu renunciar ao mandato.

# Preso, André Maia escreveu carta aberta afirmando que a renúncia de Judson Costa era mais uma prova da armação contra ele.

# A guerrinha entre André Maia, Judson Costa e Gilson Pessoa é uma prova de que o grupo político que derrotou a Frente Popular não tem unidade e nem comando.

# O prefeito André Maia é do PSD, partido dos senador Sérgio Petecão; o vice, Judson Costa, do PPS, partido aliado e o Gilson Pessoa, é do PP, partido do governador Gladson Cameli.

# Mas depois de tudo isso, o prefeito deverá selecionar melhor suas companhias.

# Justiça determina o fim da greve dos servidores da Secretaria de Saúde.

# Mandar desocupar  a sede da Sesacre, tudo bem, mas determinar o fim da greve é algo novo.

# Presidente do Sintesac, Adailton Cruza afirmou que vai recorrer da decisão.

# Deputada Antonia Sales (MDB), membro da mesa diretora da Aleac, afirma que a secretária de Saúde, Mônica Feres, “é surda e muda”.

# Vice-presidente da Aleac, deputado Jenilson Leite afirma que a salvação dos partidos de esquerda passa pela reeleição da prefeita Socorro Neri (PSB).

# Um bom dia à nova presidente do Diretório Municipal do PT, Selma Neves, que tomou posse domingo, dia 8.

Artigos Publicados

Governador convida poderes para reunião sobre LDO

Deputado dão prova de amor ao governo e se desmoralizam