Colunistas

Copom surpreende e reduz taxa Selic para 6% e Brasil pode voltar a crescer

Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic, que é a sigla do Sistema Especial de Liquidação e Custódia, criado antes da promulgação da Constituição Federal de 1988. O corte foi de 0,5% ponto percentual, passando  para 6% ao ano. A decisão surpreendeu os analistas financeiros, que esperavam corte de 0,25 ponto.

A decisão do Copom deixa a Selic no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. No último trimestre de 2016, o Copom voltou a reduzir a taxa Selic, que chegou a  6,5% ao ano, em março do ano passado.

Claro que a partir de agora há necessidade de avanços nas reformas estruturais da economia brasileira para que os juros permaneçam em níveis baixos por longo tempo, mantendo-se em um digito, que é a meta da equipe econômica. O  processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira tem avançado, mas a continuidade desse processo pe imprescindível à queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia.

Pra quem não sabe ou não lembra, a Selic é o principal instrumento do Banco Central para controlar a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em junho, o indicador fechou em 3,37% no acumulado de 12 meses. Depois de vários meses de alta no início do ano, o índice desacelerou nos últimos meses. Em junho, o IPCA ficou em apenas 0,01%, o menor percentual para um mês desde novembro de 2018. O Copom volta a se reunir nos dias 18 e 19 de setembro.

Coletiva

Insatisfeito com as críticas que recebeu, em especial o que considera fogo amigo, o governador Gladson Cameli (PP) falou durante entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, 31, sobre a contratação de aluguel de um jatinho.

Politicagem

O governador classificou como politicagem as críticas recebidas. “Eu já disse e repito. Não teria coragem de fretar um avião para eu me deslocar com as condições atuais e mandar a conta para o Estado pagar”, afirmou.

“Tenho um avião”

“Se eu precisar me deslocar eu tenho condições para isso. Eu não preciso que o Estado pague um avião, porque eu tenho um. Podem anotar, de hoje até o meu último dia de governo não vai ter nenhum fretamento de avião para levar para algum lugar”, disse.

Fogo amigo

Sem citar nomes, o governador questionou a  atitude de deputados que, segundo ele, estariam politizando o aluguel do avião particular. Na sessão desta quarta-feira, na Aleac, quem falou sobre jatinho foi o deputado Roberto Duarte Junior (MDB).

Cancelamento

Segundo o governador, a licitação do jatinho não vai ser para seu uso pessoal. Caso a contratação seja mantida, já que Gladson afirmou que já autorizou a Procuradoria Geral do Estado (PGE) a verificar a viabilidade de cancelar o contrato.

Pergunta

“Esse jatinho vai ser usado para uma emergência. Se há a necessidade de uma emergência médica, por exemplo, é mais barato trazer uma aeronave de Manaus aqui ao lado ou de São Paulo que é pago por hora?”, perguntou Gladson.

Chutou o pau da barraca

“Esses caras continuem lá como oposição, que eu não quero ao meu lado”. Questionado sobre quem seriam os “caras” , o governador respondeu: “Os que estão acostumados a acender uma vela para Deus e outra para o diabo”.

Aviação de brinquedo

Para ilustrar seu discurso, o deputado Roberto Duarte exibiu um avião de brinquedo e repudiou a contratação do luxuoso meio de transporte. Apesar de ter sido eleito pelo MDB, partido que tem espaço no governo, Duarte é o maior critico de Gladson Cameli, na Aleac.

Imoralidade

A deputada federal Mara Rocha (PSD-AC) fez um desabafo, em sua página, no Facebook. Ela definiu o caso como: “O jatinho da imoralidade”.

Mara diz ter convicção de que este não é o momento para gastos dessa natureza.

Desabafo

“Temos problemas, herdados das administrações petistas, na saúde, na educação e na segurança pública. Então, não posso concordar com esse contrato, por ser desrespeitoso com a realidade econômica do Estado”, desabafou Mara.

Especial

Programa Tribuna Livre, na TV Rio Branco, edição especial desta sexta-feira, recebe o governador Gladson Cameli (PP). Ele admite haver muito egoísmo em sua equipe e que quem não se alinhou será exonerado após a Expoacre-2019.

# Presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinspejac), Isac Ronaltti, foi entrevistado no programa Bom Dia Rio Branco, nesta quinta-feira, ao vivo na TV Rio Branco-SBT. Ele diz ter profundo respeito e admiração pelo presidente do Tribunal de ustiça do Acre (TJ-AC), desembargador Francisco Djalma, mas lamenta afirmar que encontra muita dificuldade para discutir pauta de reivindicação da categoria.  Os servidores do Poder Judiciário tem media salarial superior aos demais poderes, mas acumulam grandes perdes nos últimos anos.

PANORÂMICAS

# Governador Gladson Cameli irritou o presidente da Aleac, seu cunhado e correligionário, deputado Junior ao anunciar corte na suplementação orçamentária no valor de R$ 700 mil.

# Gladson Cameli (PP) pegou todos de surpresa na manhã desta quarta-feira, 31.

# O governo publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE), a contratação do aluguel de um jatinho executivo com a empresa a Manaus Aerotáxi.

# Há duas semanas, o governador afirmou que iria desistir da contratação da aeronave.

# A pressão popular e a opinião de seus aliados não foram suficientes  para convencer o governador a mudar de ideia.

# A grande imprensa do Brasil vive a tentar fazer tempestade em copo d'água ao usar e abusar das declarações do Presidente Jair Bolsonaro (PSL).

# O mesmo faz a mídia americana com o Presidente Donald Trump (Partido Republicano).

# Os grandes meios de comunicação deveriam respeitar o resultado das urnas e explorar outras pautas mais positivas.

# Um bom dia à nova diretora do Pronatec, professora Cláudia Valente, leitora assídua desta coluna.

Artigos Publicados