net-prf-enem_13-02-2014
 
 
 
 
You are here: Acre Greve chega a cidade de Cruzeiro do Sul (AC)
 
 

Greve chega a cidade de Cruzeiro do Sul (AC)

greve_bancos_cruzeiro_do_sulA greve bancária nacional chega ao terceiro dia com novas adesões. O movimento grevista chegou nesta sexta-feira ao ponto mais ocidental do país: a cidade de Cruzeiro (AC). Funcionários do Banco do Brasil paralisaram suas atividades, assim como parte dos funcionários da Caixa Econômica Federal (greve parcial). Os funcionários do Banco da Amazônia prometem fortalecer o movimento na segunda-feira.

Na capital Rio Branco, o quadro de paralisação praticamente continua o mesmo, com greve forte nas agências do Banco da Amazônia, Caixa Econômica Federal, HSBC e Santander. No Banco do Brasil, num total de seis agências, três estão fechadas, duas funcionam parcialmente e um normalmente. Os bancos Itaú e Bradesco funcionário normalmente, mas a expectativa é que a greve seja retomada na agência centro do Itaú a partir da segunda-feira.

No início da tarde desta sexta-feira, Elmira Farias, presidente do Sindicato dos Bancários do Acre, pediu para categoria continuar firme na luta por melhores salários, condição de trabalho e segurança bancária. “Nossa luta é justa e os bancos têm rentabilidade suficiente para cumprir com a nossa pauta de reivindicação”, discursou a dirigente sindical.

São Paulo

No terceiro dia da greve nacional por tempo indeterminado, os bancários priorizaram a ampliação da paralisação nos centros administrativos dos bancos, onde trabalha quase a metade da categoria em São Paulo, Osasco e Região e não há atendimento ao público.

Balanço parcial da manhã de sexta 1º indica que em São Paulo, Osasco e região 309 agências e 16 centros administrativos estão fechados, entre eles o CAT do Itaú Unibanco, SP1 e SP2 do Santander, Complexo Verbo Divino do Banco do Brasil e o Telebanco Bradesco. Estima-se que 23 mil trabalhadores participam das paralisações. 

Avaliação

O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, se reunirá nesta segunda-feira 4, em São Paulo, para fazer uma avaliação da greve e encaminhar os próximos passos do movimento em todo o país. A reunião será realizada na sede da Contraf-CUT, às 17h.

Como tem acontecido nos anos anteriores, a greve nacional dos bancários, deflagrada na quarta-feira 29, vem crescendo a cada dia que passa. "A greve vai crescendo à medida que o tempo passa e os banqueiros não apresentam proposta", avalia Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional dos Bancários. "Na reunião de segunda vamos fazer uma avaliação da paralisação para fortalecer ainda mais a greve em todo o país.

 

 

 




Veja também:


Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
 
 
 
 
 
  • Opinião


Foto Antonio MunizAntonio Muniz

Panorama

Foto de Mathias NaganumaMathias Naganuma

Crônicas

Foto Narciso MendesNarciso Mendes

Artigos